De: Rodrigo Fonseca - "Problema com cabos de telecomunicações da MEO"

Venho aqui relatar uma situação com a MEO que não está a ser fácil resolver. Trabalho no Lar São Martinho de Cedofeita, situado na Rua da Torrinha nº 128, 4050-609, Porto, mesmo no coração da freguesia de Cedofeita. O Lar é uma Estrutura Residencial para Idosos, valência esta pertencente ao Centro Social e Paroquial de Cedofeita, presidido pelo Cónego Orlando Mota e Costa, Pároco da Igreja de Cedofeita.
Lar São Martinho de Cedofeita A entrada (constituída pela entrada de carros e uma porta mais pequena para a entrada de pessoas) tem por cima os cabos de fibra da MEO e cabos adsl. Estes cabos com o passar do tempo acabaram por descair, impossibilitando a entrada de viaturas de maior altura, como ambulâncias, camionetas de transporte de idosos, viaturas de fornecedores com caixa alta, carros dos bombeiros, etc. Chegou-se a um ponto ridículo que, sempre que um destes veículos quer entrar ou sair do Lar, temos de ir para lá com umas vassouras e escadas elevar os cabos para os veículos que estão a passar não os traçarem. Expus o caso à MEO por várias vezes e nunca obtive sequer uma resposta. Recorri à Provedoria e hoje (9/5/2015), finalmente, foi lá um técnico da MEO analisar a situação. No início da conversa que tive com ele queria apenas elevar os cabos. Mas isto é uma situação que não aceitamos, pois os cabos tendem a descer e lá voltam a obstruir a entrada. Dei-lhe a ideia que a passagem fosse subterrânea, mas lá começou a dizer que o seu chefe, Eng. não sei das quantas, não ia aceitar pois tinham de abrir uma vala no passeio de 15 metros, que ficava muito caro, que tinham que pedir licenças à Câmara, etc. Enfim, só desculpas. Pedi-lhe o número de contacto deste sujeito e lá disse para na próxima Quarta-feira lhe ligar, pois aí já teria uma resposta. Mas pelo que me apercebi, não vão aceitar. E aí voltamos ao mesmo.

Fiz também várias outras exposições para ver se mais alguém nos ajudava. Exposição para a Câmara do Porto, tendo como resposta que teríamos que pedir resolução à MEO e Vodafone. Exposição à ANACOM e nem resposta nos deram (sinceramente, a ANACOM serve mesmo para quê?). Exposição ao Comandante dos Sapadores Bombeiros do Porto e também não obtivemos resposta. Ah, a Vodafone também passa por lá a sua fibra óptica, ou seja, aproveitou o ramal de cabos da MEO. Mas, como somos clientes da Vodafone, já nos responderam a dizer que iriam mudar o pdo do nosso serviço e retiram os cabos de lá.

Caso a resposta seja negativa, que é mesmo com o que estamos a contar, há mais algum organismo a quem possamos recorrer para termos o problema resolvido? À Autoridade Nacional de Protecção Civil não podemos recorrer, pois nesta área de Lar de Idosos eles funcionam como fiscais e já nos alertaram que, se os cabos assim continuarem quando lá forem fazer a inspecção, chumbam-nos...

Com os melhores cumprimentos
O Assistente Social, Rodrigo Fonseca